Maio amarelo e a autogestão: o papel dos Motoristas dentro de um trânsito seguro

A autogestão deve ser incentivada frequentemente no gerenciamento da sua frota, ela ajuda o motorista a dirigir melhor e contribui para um ambiente com mais respeito

Por Mobi7

2021

Blogpost | Mobi7

Incentivar sua equipe a gerenciar suas próprias atividades e ações é muito importante para o engajamento e segurança da frota.  

Autogestão é um modelo de trabalho em que os colaboradores possuem mais autonomia e responsabilidade. Mas, ter um colaborador realmente engajado com o seu papel dentro da empresa é um processo que precisa ser trabalhado diariamente e deve ir além do sentido gestor-motorista. Afinal, o próprio condutor é o principal interessado na sua própria segurança, certo? 

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária90% dos acidentesde trânsitoocorrem por falhas humanasque podem envolver desde a desatenção dos condutores até o desrespeito à legislação. Os exemplos são claros: excesso de velocidade, uso do celular, falta de equipamentos de segurança como o cinto de segurança ou capacete, o uso de bebidas antes de dirigir ou até mesmo dirigir cansado. Agir de forma preventiva e responsável, não tomando atitudes arriscadas como as citadas, é decisivo para reduzir acidentes”, alerta o Observatório.

A indicação do ONSV sobre tomar atitudes de forma preventiva não é à toa, porque agir com desatenção ao volante é mais comum do que a gente imagina! Todos os dias, o ser humano realiza milhares de pequenas decisões, e no trânsito não é diferente: a tomada de decisão subconsciente é um fator muito importante quando estamos dirigindo. A Administração de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos (U.S. Occupational Safety and Health Administration – OSHA) revela que “motoristas tomam mais de 200 decisões durante cada milha viajada”. Em um dia inteiro no trânsito, a chance de uma tomada de decisão equivocada é grande!

O que todos estes dados nos mostram? 

É essencial cuidar da sua equipe de motoristas diariamente, desenvolvendo uma cultura de conscientização, conhecendo seus colaboradores de forma próxima e, ao mesmo tempo, incentivando a autogestão do time em busca do atingimento das suas metas. 

4 passos para aplicar a autogestão dos motoristas na prática

Dar mais autonomia aos colaboradores traz diversos benefícios, dentre eles ampliar a “visão de dono” para o time completo: todos se sentem parte importante do processo! Com isso, o senso de liderança é fomentado, a equipe tem noção das metas de forma coletiva, além de aumentar a transparência entre o motorista e a empresa. 

Qualquer empresa quer um time engajado, assim, né? Então conheça 4 passos que vão te ajudar a aplicar a autogestão na prática: 

1. Estruturar a cultura da empresa 

Aplicar a autogestão dentro da sua equipe de condutores pode trazer diversos benefícios para a empresa como um todo, mas desde que este processo comece com uma cultura empresarial forte. 

Toda corporação existe para cumprir um determinado propósito. Esse é o DNA da empresa e, junto da visão e dos pilares da marca, são o ponto de partida para definir um planejamento estratégico inspirador, motivador e capaz de engajar todos os colaboradores. 

2. Ter uma boa Política de Frotas

O segundo passo é deixar claro todos os direitos e deveres que o motorista tem dentro da empresa. Para isso, existe a Política de Frotas, um documento que prevê as regras e as boas práticas de utilização dos veículos no dia a dia destes colaboradores. 

Caso a sua empresa não tenha uma política de frotas definida e assinada por todos os motoristas, nós criamos um modelo de base que pode ser utilizado por qualquer companhia. Clique aqui para acessar o Modelo de Política de Frotas.

3. Contar com a tecnologia e a telemetria 

Para auxiliar na rotina da autogestão, sua empresa pode contar com a ajuda de uma ferramenta de telemetria.

A plataforma da Mobi7 permite que cada motorista tenha um acesso próprio dentro do aplicativo, em que ele consegue visualizar todas as informações referentes à sua conduta. Assim, ele mesmo pode analisar os relatórios gerados pela Mobi7 para ver o que está fazendo de errado em seus trajetos, porque está perdendo nota e como pode melhorar sua direção para trazer mais segurança. Além disso, o sistema também emite alertas sonoros, avisando o motorista de que ele cometeu uma imprudência, em tempo real. 

4. Criar um Programa de Recompensas 

Por fim, uma das melhores formas de engajar e dar autonomia e responsabilidade para o colaborador, é por meio de um programa de recompensasque precisa ter metas claras e possíveis de serem realizadas a nível individual e de equipe, e deve beneficiar com o que o colaborador mais quer ganhar! 

Seja um prêmio em dinheiro, uma viagem ou apenas um jantar, pense com bastante carinho na sua equipe e utilize a recompensa para engajar ainda mais seus colaboradores. 

Os resultados desse programa de recompensas podem ser realmente positivos! No Webinar realizado pela Mobi7 nestMaio Amarelo 2021, a Transportadora Urano contou como atingiu números satisfatórios e engajou seus motoristas com a realização de um bom programa. Confira os depoimentos de Geison Valoskisócio proprietário da Transportadora Urano, e outras dicas compartilhadas por Geferson Pereira, técnico de Segurança do Trabalho da Localiza e Camilla Gusi, analista de Sucesso do Cliente da Mobi7 Localiza. 

O vídeo com o Webinar completo está disponível em nosso canal do Youtube! 

×

Powered by WhatsApp Chat

×